Gestão de Visões – Parte II | O Planeta

GestaoDeVisoes

De uma forma geral, quando pensamos em ter uma visão nos remetemos a grandes reflexões e grandes realizações, no entanto nossa proposta é bem diferente, quase o antônimo de este pensar.  Neste artigo desejamos evitar elogios, impressionar ou trazer algo de novo, apenas criar uma oportunidade para o querer lembrar.

 

Uma mudança simples, uma ajuda gigantesca.

Estamos plenamente confiantes que pequenos gestos e a inclusão em nossa rotina de ações simples para salvar o planeja fazem uma enorme diferença.

Um bom exemplo de gestão de visões está no site 18 seconds.org, que incentiva nos EUA a troca de uma lâmpada incandescente por uma fluorescente, e já poupou a emissão de 11,25 milhões de toneladas de CO2.  Neste último verão experimentamos temperaturas altíssimas, e os órgãos públicos não tomaram grandes atitudes aqui no Brasil além de ligar o ar-condicionado e matar o calorão que estava fazendo. Extraordinário mesmo foi na Itália a Gestão de Visão da principal companhia de energia elétrica que dispensou o uso de terno e gravata pelos funcionários a fim de diminuir o uso do ar-condicionado. Quando pensamos em Gestão de Visões para qualquer coisa e nesse momento para o Planeta, sempre estamos relacionando com o óbvio. As pessoas por aqui de modo geral não conseguem sentir, ver e ouvir, coisas simples.

 

O convite tem que ser aceito para poder fazer e acontecer.

 

Uma gestão de visão sempre parte de um convite, algo que traga prazer pra você e para o outro. Se tivéssemos que medir o sucesso de uma ação que pratique uma Gestão de Visões o indicador seria o acolhimento. O quanto a ideia foi aderida pelo grupo por fazer parte da sua visão profissional, de mundo, de seu interior, enfim, seu olhar para o que deseja fazer acontecer.

 

Pratique e pratique e pratique, lance desafios nesse sentido crie e mande criar eventos que impactem na possibilidade que temos de reconstrução. Crie e pratique uma vez por mês, pelo menos, o DIA DO CARONA. Lance o desafio para sua equipe cuja meta, por exemplo, é reduzir em pelo menos 50% a utilização de automóveis. O carro é um dos campeões da emissão de gases que pioram o efeito estufa.

 

Outra ideia que podemos aplicar é o dia do Verde. Uma vez por semana todos da sua equipe vão se alimentar só com vegetais – Segundas-feiras livres de carne.  Segundo um estudo da ONU, a indústria da pecuária emite quase 20% de todos os gases do efeito estufa, muito mais que todos os carros, aviões, navios, caminhões e trens juntos.

 

Fazer algo grandioso e não ver resultado nenhum é o fim.

Nossa vida, nossos processos, relacionamentos, são marcados por início, meio e fim, lembram?

Motive-se e motive as pessoas a fazer pouco, mas que surtam resultados.  O pior de entrar numa causa ou mesmo até numa dieta é que o danado do resultado é sempre a última coisa que aparece e quando aparece.

Uma visão que dá resultados num tempo extraordinário são os reflorestamentos. Pegue uma área da empresa, um parque, um sítio e vamos reflorestar. Plante uma árvore e devolva à natureza tudo aquilo que ela nos dá diariamente. Uma árvore deixa o ambiente mais verde, nos dá sombra, motiva com seu ar puro, valoriza a terra e é um exemplo eterno de dedicação, carinho e amor ao outro. Perfeito para mostrar que o fazer é sempre um ato de servir e servir simplesmente é sinônimo de amar. Gestão de Visões tem a mesma perspectiva: quanto mais servir para uma situação construtiva, mais no caminho se estará; quanto mais servir-se da situação, mais afastado estará.

 

Quantas lâmpadas incandescentes no seu escritório, ou clube, em casa, ou mesmo nos restaurantes que você frequenta podem ser mudadas? Você troca um agora, fulano outra, o ciclano também vai junto e isso vira uma corrente pra frente, vamos nessa?

 

O Hoje veja só!

 

É domingo, sete horas e minha esposa levanta, saltitante, diferente de todas as outras manhãs.  Ela acorda para fazer uma pequena ação, ensinar os vizinhos a fazer bombas de semente para ajudar na recuperação da natureza. Trata-se de uma oficina em que ela ensinará a tratar os grão das sobras da nossa alimentação e dar uma mãozinha para a natureza colocando-as em uma bolota de terra para ser arremessada por todos os cantos, parques, praças, encostas de estradas… afinal, de pois disso “nenhum terreno poderá ser chamado de baldio”. A bola se transforma em uma granada de natureza e servirá para que possamos arremessar as sementes em terrenos cruelmente torturados por nós seres humanos e, reestabelecer a fertilização e reconstrução do Planeta. Parabéns meu amor!

Sobre o autor:

Liderança para o século XXI – Cibridismo e o mundo do Instantâneo.

 Paulo Ricardo Silva Ferreira, Ph.D.

Educador, Facilitador, Conselheiro. Doutor em GESTION E COMERCIALIZACION INSTERNACIONAL DE LA EMPRESA, Universidade de Leon/Espanha, administrador de empresas, curso de psicologia, pós-graduado em administração hospitalar, formação militar em estratégia e logística para a guerra. Professor universitário em cursos de graduação e pós-graduação. Autor de mais de 300 artigos sobre gestão e comportamento nas empresas publicados no site do Instituto Eckart, jornais e revistas especializados.

Autor do e-book “Inspirações Contemporâneas: O comportamento organizacional no século XXI” publicado na internet em 2012.

Autor do livro “Gestão de Pessoas, Uma abordagem comportamental para Leigos”, Livrus 2013.

 

Consultor Sênior em estratégia empresarial, desenvolvimento organizacional (DO), comportamento, mudança intervencionista e inteligência empresarial da Eckart Consultoria. Especialista do MEC para avaliação de instituições de ensino superior. Consultor da Secretaria Estadual de Educação para análise dos cursos em nível técnico da área da Administração. Membro da Associação Brasileira de Saúde Mental.

 

Criador da Eckart Consultorias, 1981. Criador e ex-presidente do conselho curador da Fundação Ergun – tratamento da coluna, 1991. Criador e ex-presidente da Fundação dos Administradores do Rio Grande do Sul, 1996. Criador e Presidente do Instituto Eckart Desenvolvimento Humano e Organizacional, 2006. Criador e membro da Sociedade Brasileira de Saúde Mental, 2007. Criador do primeiro programa brasileiro de Residência em Gestão Empresarial – Residência ie© , 2012

 

Palestrante nacional e internacional destacado pela abordagem multidisciplinar e multidimensional das organizações, apresentando temas como valores humanos, ética, comportamento e desenvolvimento humano e pensamento estratégico. Estudioso em neurociência cognitiva comportamental. Especialista no uso de jogos para aprendizagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *